Eric Kripke e Supernatural – CURIOSIDADE



Eric Kripke (nascido no dia 24 de Abril de 1974 na cidade de Toledo, em Ohio) criou Supernatural no ano de 2005, serviu como showrunner durante os cinco primeiros anos e destacou-se por ter produzido um plano de cinco anos excepcionalmente detalhado. Antes de levar Supernatural à televisão, Kripke havia desenvolvido-a durante quase dez anos, fascinando-se por lendas urbanas desde que era criança. Embora tivesse imaginado Supernatural como um filme, ele passou anos sem sucesso até acabar por lançá-la como uma série.
O conceito passou por várias fases antes de tornar-se o produto final, mudando a partir da ideia original de uma série antológica de um dos repórteres de tabloide dirigindo por todo o país em uma van “lutando contra os demônios em busca da verdade”. Kripke queria que fosse uma série de viagem, sentindo que era o melhor veículo “para contar essas histórias que são puras, despojadas e exclusivamente americanas… Estas histórias existem nessas pequenas cidades em todo o país, e isso apenas faz muito sentido para dirigi-las”. Pelo fato de Kripke já ter escrito anteriormente para a série Tarzan da WB, ofereceram à ele a oportunidade de lançar ideias de show para a rede, e o mesmo aproveitou-a para Supernatural. No entanto, a rede não aprovou sua ideia sobre o repórter de tabloide, então Kripke montou uma ideia de última hora de os personagens serem irmãos. Ele decidiu que os irmãos seriam de Lawrence, Kansas, devido à sua proximidade ao Cemitério Stull, um local famoso por suas lendas urbanas.
Quando chegou a hora de nomear os dois personagens principais, Kripke decidiu que seria “Sal” e “Dean”, como uma homenagem à novela de viagem de Jack Kerouac, “On the Road”. Entretanto, ele sentiu que “Sal” era inadequado para um personagem principal, e mudou o nome para “Sam”. Foi originalmente planejado para que o sobrenome dos irmãos fosse Harrison, como uma referência ao ator Harrison Ford. Porém, havia um Sam Harrison morando no Kansas, por isso o nome teve de ser alterado por razões legais. Combinando seu interesse na Winchester Mystery House e seu desejo de dar a série a sensação de “um faroeste moderno”, Kripke decidiu então que o sobrenome seria “Winchester”. Porém, este também apresentou um problema. O primeiro nome do pai de Sam e Dean era originalmente “Jack”, e havia uma Winchester Jack residente no Kansas, e Kripke foi forçado a mudar o nome do personagem para “John”.
No desenvolver, Kripke associou a shows que tinham carros de assinatura, tais como The Dukes of Hazzard e Knight Rider. Isto levou-o a incluir um em Supernatural. Ele originalmente pretendia que o carro fosse um Mustang 65, mas o seu vizinho convenceu-o a mudá-lo para um Impala 67, uma vez que “pode-se colocar um corpo no porta-malas” e porque “você quer um carro que, quando as pessoas parem ao lado dele nos semáforos, tranquem as portas”. Kripke comentou, “É um Rottweiler de um carro, e acho que acrescenta autenticidade para os fãs de automóveis por causa disso, porque não é um carro bonito. É um carro agressivo, musculoso, e creio que é a isto que as pessoas respondem, e porque encaixa-se perfeitamente bem ao tom do nosso show”.
Originalmente, os irmãos não teriam sido criados por seu pai, mas sim por sua tia e tio. Assim, quando Dean chega a Sam pedindo-o por ajuda no episódio piloto, ele tem que convencê-lo de que o sobrenatural existe. Todavia, Kripke percebeu que isso tornou a história de fundo muito complicada, e refez o contexto, de modo que seu pai criou-os para serem caçadores. O roteiro passou por muitas revisões adicionais. Uma das ideias originais era que a namorada de Sam, Jessica, fosse ser revelada como um demônio, que o leva a se unir à Dean na estrada, mas, contudo, Kripke sentiu que a morte de Jessica seria algo mais apropriado para motivar Sam, então ela foi morta da mesma maneira que a mãe de Sam, tornando-as “um par perfeito”. Outros conceitos revistos incluem Sam acreditando que Dean fosse um serial killer que mata seu pai, e este morrer no lugar de Jessica.
Foi dado sinal verde às filmagens para o episódio piloto depois que o diretor David Nutter, que já havia trabalhado com Kripke em Tarzan, assinou. Quando a série acabou por ser selecionada, o estúdio trouxe Robert Singer como produtor executivo, como queriam que Kripke trabalhasse com alguém com experiência em produção. O co-produtor executivo John Shiban também foi contratado para ajudar a projetar a mitologia da série, devido a seu trabalho anterior em The X-Files. Kripke planejou a série para três temporadas, mas depois expandiu-a para cinco, e esperava acabá-la neste ponto com uma nota alta. Ele é, por fim, casado, tem um filho (o qual nasceu em 2007 e curiosamente divide uma data de aniversário com o personagem de seu pai, Sam Winchester, 2 de Maio), e, além disso,  conhecido como “Senhor Kripke” por alguns no fandom de Supernatural.

A seguir uma lista de todos os episódios escritos por este Mestre chamado Kripke.

1×01 – Pilot

Dois irmãos, Sam e Dean Winchester, testemunhar a morte paranormal de sua mãe quando crianças e crescem treinados para lutar por um pai desesperado que não quer nada mais do que caçar a coisa que matou sua esposa. Sam escapa para a faculdade para começar uma vida nova, normal, mas é puxado de volta depois de Dean aparecer em sua porta para dizer-lhe que seu pai está ausente. Seguindo pistas da mensagem de telefone estranha de seu pai, os rapazes viajam para uma pequena cidade e encontram um espírito violento e vingativo chamado de “Mulher de Branco”.
Episódio que foi dirigido por David Nutter, exibido originalmente em 13 de Setembro de 2005 e assistido por um número de 5.69 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– Jensen Ackles citou esse episódio como o seu favorito, na primeira edição da Revista Supernatural Oficial, dizendo: “Digo, o piloto obviamente se destaca entre todos os outros.”
– Na Convenção Jus In Bello Italy 2012 Jensen disse que a cena em que Sam e Dean estavam na biblioteca juntos foi uma de suas cenas favoritas, porque foi a primeira cena a ser filmada.
– O primeiro episódio estreou na Yahoo! TV em 09/06/2005. O piloto também podia ser visto na internet semanas antes da transmissão.
– A estreia do episódio piloto seguiu um extra de 7 minutos (9:00-10:07 EST), elevando o tempo total para 57 minutos.
– Este episódio introduziu uma questão muito debatida: quanto tempo Sam esteve em Stanford?
– O episódio contém uma série de cenas que se espelham nos episódios subsequentes.

  1. No teaser John entrega Sam para Dean e diz “leve seu irmão fora o mais rápido que puder, e não olhe para trás”. Isto se repete em 1×09 – Home quando Sam entrega Ritchie a sua irmã Sari e diz exatamente as mesmas palavras.
  2. A sequência de Dean invadindo o apartamento e lutando com Sam se repete em 2×20 – What Is and What Should Never Be, quando, no desejo gerado, Sam ataca Dean no momento em que ele invade a casa da família.
  3. A troca quando Dean diz a Sam que ele não quer fazer isto sozinho, é recordada em 7×04 – Defending Your Life.
  4. Dean bate Sam contra a ponte quando ele questiona a missão da família. Isto reflete-se quando Sam o faz com Dean em 1×21 – Salvation.
  5. No final do piloto, há uma cena de Dean e Sam de pé sobre o porta-malas do Impala. Enquanto Sam joga uma arma para dentro ele diz “Temos trabalho a fazer” e fecha o porta-malas. No final de 2×22 – All Hell Breaks Loose Part Two, a cena é repetida com a posição dos irmãos invertida. Dean joga o Colt para dentro do porta-malas e diz: “Temos trabalho a fazer.” Em 4×01 – Lazarus Rising, quando Dean pergunta a Castiel porque ele foi trazido de volta, Castiel responde: “Porque temos trabalho para você.” Em 7×19 – Of Grave Importance, a fala é usada por Bobby para explicar a sua presença como um fantasma.

– Uma cena deletada mostra o motivo pelo qual Dean voltou para salvar Sam de seu quarto em chamas: o relógio parado, o rádio do carro transmitindo imóvel, e foi por isso que ele deu meia volta com o carro, sentindo que algo estava errado. Mais tarde, descobrimos que alguns dias antes do incêndio, sinais surgiram em uma área. Mortes de gado, variações de temperatura, tempestades elétricas.

Sam: Nós não somos exatamente os Bradys.
Amigo: E eu não sou exatamente os Huxtables.

Sam está se referindo à família no programa de TV, The Brady Bunch, uma família miscelânea grande que representa a melhor família de classe média americana. Seu amigo menciona africano-americano de 80 equivalente aos Bradys, de The Cosby Show, os Huxtables.
Também é possível que Sam esteja se referindo à família Brady da novela americana, Days of our Lives, na qual Jensen Ackles interpretou Eric Brady.

Dean: [referindo-se a camiseta de Jessica] Eu amo os Smurfs.

Os Smurfs foi uma série de desenho animado sobre pequenas criaturas azuis que vivem em casas de cogumelos na floresta. Havia apenas um smurf fêmea, Smurfette. Alguns fãs acreditam que Dean, porém, refira-se não aos smurfs na camisa de Jessica, mas para o par embaixo.

Sam: Então ele está trabalhando demasiadamente, em um expediente ao “prazo Miller”. Mais cedo ou mais tarde ele irá voltar.

&

Sam: Ele está apenas caçando veados na cabana. Provavelmente levou Jim, Jack e Jose com ele. Iremos trazê-lo de volta.

Todas referências ao álcool: Miller (cerveja), Jim Beam (bourbon), Jack Daniels (uísque), e Jose Cuervo (tequila).

Agentes Mulder e Scully

Dean: [a dois agentes do FBI] Agente Mulder e Scully.

Fox Mulder e Dana Scully são os dois agentes do FBI na série de ficção científica popular, The X-Files, que investigam casos envolvendo fenômenos paranormais.

Dean: Tudo bem. Obrigado, Mistérios Não Resolvidos.

Um programa de TV que mostrava recriações de crimes não resolvidos filmado em estilo de documentário, com atores representando as vítimas, agressores e testemunhas. Muitas dessas histórias insinuaram fenômenos paranormais.

Policial: Quer nos dizer o seu nome verdadeiro?
Dean: Já lhe disse, é Nugent. Ted Nugent.

O primeiro pseudônimo de Dean de estrelas do rock clássico. Também possivelmente uma referência ao filme “Fletch”, estrelado por Chevy Chase.

Policial: Não sei se percebe no tamanho da encrenca que se meteu.
Dean: Transgressão? Ou “grunhir-como-porco”?

“Grunhir-como-um-porco” é uma referência a uma cena do filme de terror de 1972 chamado Deliverance, no qual um homem suburbano é dito para “grunhir-como-porco”, então brutalmente estuprado por homens da montanha enlouquecidos durante uma viagem de pesca. A cena foi listada como um dos 100 Momentos Mais Assustadores de Filme.

Sam: O que estava pensando, atirando na cara do Gasparzinho, maluco?

Personagem-título na famosa série de desenho animado Gaspar, o Fantasminha Camarada, na qual Gaspar foi, de fato, um fantasma amigável, ao contrário da Mulher de Branco.
– Sam marcou 174 pontos em seu LSAT.
LSAT: Law School Admission Test (Teste de Admissão na Faculdade de Direito).
– Mary morre em 2 de Novembro de 1983.
– 2 de Novembro é Dia de Finados (nos EUA), também chamado de o Dia dos Mortos no México.
– O relógio no berçário pára às 20:12.
– Mary e Jess morrem exatamente da mesma maneira. Em ambos os casos, elas morrem acima da cama de Sam.
– Foi assumido por Sam, Dean, e os fãs que Azazel foi quem matou Jessica. No entanto, foi revelado em 5×20 – The Devil You Know, que Brady, o amigo de Sam, fez a matança real possuído por um demônio, embora seguindo instruções de Azazel.

1×02 – Wendigo

Sam e Dean seguem as coordenadas deixadas no diário de seu pai e da terra no meio do mato onde eles investigam o desaparecimento de vários campistas. Os dois irmãos logo descobrem que eles estão lidando com um Wendigo, uma criatura que ficou famosa nas lendas indígenas da América. Um Wendigo é um ser humano, cujo ex-canibalismo o transformou em uma criatura com força e velocidade sobre-humana que alimenta-se de carne humana.
Episódio que foi dirigido por David Nutter, exibido originalmente em 20 de Setembro de 2005 e assistido por um número de 5.01 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– Tommy é vista lendo uma cópia de Joe Campbell “O Herói de Mil Faces”, antes de ser levado pelo Wendigo no teaser do episódio. Eric Kripke confirmou mais de uma vez que sua escrita é influenciada pela viagem do herói.

– A “tribo indígena do Norte” é referenciado não só no episódio, mas pelos escritores e Eric Kripke como uma das fontes para a lenda Wendigo. Esta tribo é realmente o Ojibwe de Minnesota, Wisconsin, e o Canadá menor. O nome vem da palavra Ojibwe “Wiindigo” (pronunciado WEEN-di-GO). Muitos membros tradicionais da tribo acreditam que a criatura realmente existe na floresta e, por vezes, colocam para fora oferendas de tabaco ou alimentos para apaziguá-lo.
Pesadelo de Sam
– No pesadelo de Sam, o visual da mão que saiu da sepultura de Jessica arrebatando-lhe o pulso chama a atenção para o fim do filme Carrie, baseado no romance de Stephen King.

Dean: Se formos com ela, podemos vigiar nosso amigo “Predador”.

Esta poderia ser uma referência a “Predador”, um filme estrelado por Arnold Schwarzenegger, que possui uma espécie de ficção envolvendo extraterrestres caracterizada pelo seu troféu de caça de outras espécies, incluindo humanos, por esporte.

Dean: Bambi ou Zé Colmeia já tentaram caçar você?

Bambi e Zé Colmeia são ambos famosos personagens que habitam florestas de desenhos animados.

Sam: [encontrando a trilha de Dean com amendoins M&Ms] É melhor do que migalhas de pão.

Uma referência para o conto de fada de Grimm, Hansel e Gretel, em que as crianças deixam um rastro de migalhas de pão através da floresta para que encontrem o caminho de casa.

Ben: É como a história do comboio Donner.

O comboio Donner era um grupo de colonos do século 19 que estava viajando para o oeste quando foram capturados na nevasca na Serra Nevada, e alguns recorreram ao canibalismo.
– O título do episódio, O Wendigo e o enredo de os personagens principais tendo que enfrentar uma criatura de mesmo nome, é muito semelhante ao episódio de Charmed Wendigo. Lá, os personagens principais também matam o monstro com uma arma de fogo.
– A partir da 7ª temporada o Wendigo é a única criatura sobrenatural que não aparece humana, ou não pode se passar por humano, se necessário.

1×05 – Bloody Mary

No subúrbio de Nebraska, um grupo de adolescentes do ensino médio desafiam sua amiga Charlie a olhar para o espelho e repetir “Bloody Mary, Bloody Mary, Bloody Mary”, sem saber que isso vai desencadear uma série de assassinatos misteriosos. Sam e Dean percebem que Bloody Mary tem o poder de viajar através de todas as superfícies reflexivas quando ela está caçando uma vítima. Preocupados que os adolescentes estejam acidentalmente convocando Bloody Mary, Sam e Dean correm para destruir o espírito violento antes que ela possa voltar a matar.
Episódio que foi dirigido por Peter Ellis, exibido originalmente em 11 de Outubro de 2005 e assistido por um número de 5.50 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– Uma grande parte da estética do vilão (Bloody Mary) nesse episódio é tirado do filme de terror japonês e remake americano, The Ring.
– O episódio é montado na cidade natal de Eric Kripke – alguns nomes de personagens do diálogo são referências para seus amigos.
– Local de filmagem: O lance de escadas usado quando Sam e Dean retornam de falar com o médico legista foi usado ​​mais algumas vezes em Supernatural, ou seja, em 1×11 – Scarecrow e 2×01 – In My Time Of Dying.

Dean: Pareço a Paris Hilton?

Dito enquanto Sam está filmando Dean com uma filmadora. É mais provável que Dean estava fazendo uma referência ao vídeo de sexo infame de Paris Hilton, que fez as rondas na internet. É também, talvez, um pouco de meta, já que Hilton e Jared Padalecki trabalharam juntos no filme Casa de Cera. Ironicamente, quatro anos depois, Paris Hilton apareceu em 5×05 – Fallen Idols.
– Sam revela que sonhava com a morte de Jess antes mesmo de acontecer. No momento não ficou claro se isso foi uma premonição ou simplesmente uma manifestação inconsciente de seus temores sobre a morte de sua mãe. Mais tarde é revelado estar relacionado com seus poderes.

1×09 – Home

Depois que Sam tem vários sonhos assombrados, ele convence um relutante Dean a voltar com ele para sua casa de infância pela primeira vez. Eles acham muito mais dolorsa a batalha com lembranças do que quando os atuais ocupantes da casa, uma mãe solteira com dois filhos, experienciam terríveis fenômenos sobrenaturais, como nos pesadelos de Sam. Os meninos rastreiam uma excêntrica local, psíquica, Missouri Mosley, que é mencionada no diário de seu pai, e juntos os três lutam para livrar a casa dos espíritos poderosos. Mas antes que eles possam parar o que está acontecendo agora, eles têm de enfrentar o que aconteceu quando eles viveram lá – incluindo a morte horrível de sua mãe. Reviravoltas e revelações surpreendentes aguardam Sam e Dean em sua missão ainda mais pessoal.
Episódio que foi dirigido por Ken Girotti, exibido originalmente em 15 de Novembro de 2005 e assistido por um número de 4.21 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– Quando Sari diz a Jenny que ela está com medo da coisa no armário, Jenny a tranquiliza de que não há nada a temer. Em contraste, nós aprendemos no piloto que, quando Sam tinha nove anos e disse que ele estava com medo da coisa no armário, John deu-lhe um revólver .45.

Dean: Primeiro você me diz que deu uma de “Iluminado”, depois me diz que tenho de voltar para casa?

O Iluminado (1980) é um filme de Stanley Kubrick, baseado no romance de mesmo título, de Stephen King. O filme é estrelado por Jack Nicholson como o atormentado escritor Jack Torrance. O filho de Jack, Danny, tinha visões assustadoras do mal iminente. Outro personagem que refere-se a este “dom”, como O Iluminado, por isso o título. Assume-se que Dean está se referindo ao filme de Kubrick, e não ao romance ou remake, como ele também (em episódios posteriores) faz várias referências ao papel de Jack Nicholson no filme.

Dean: Missouri fez todo o lance Zelda Rubinstein. Deveria ter acabado.

Zelda interpretou a psíquica Tangina Barrons no filme Poltergeist de 1982 e suas sequelas. Há uma cena no primeiro filme, onde ela faz sua coisa psíquica e, em seguida, proclama: “Esta casa está limpa!” Não está, evidentemente, e muito mais caos e sangue viriam… Dean certamente deveria ter dado mais atenção à esta referência.

– O macaco de brinquedo batendo prato é sem dúvida uma homenagem: há um conto de Stephen King intitulado de “O Macaco”, sinopse da seguinte forma:. “A história gira em torno de um macaco de brinquedo que é aparentemente possuído pelo mal. O macaco é encontrada por crianças, e seus pais são, por alguma razão, apavorados. Periodicamente, o macaco sinistro entra em movimento, prevendo a morte de alguém. No final, o macaco é despejado em um lago em um saco cheio de pedras pesadas, interrompendo assim as mortes “.
– Dean rachando a porta da frente com um machado e, em seguida, olhando dentro do buraco é uma reminiscência da cena de O Iluminado, embora sem o bordão famoso de Jack Nicholson.

1×16 – Shadow

Enquanto investigam uma misteriosa morte em Chicago, Sam e Dean vão até Meg, que está emocionada ao ver Sam novamente. Os irmãos logo descobrem que Meg está por trás dos assassinatos e tentam de pegá-la. Infelizmente, Meg está um passo à frente deles e liberta espíritos sombra sobre os irmãos para emboscá-los. Sam e Dean percebem que a armadilha não é para eles, mas para seu pai.
Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente em 28 de Fevereiro de 2006 e assistido por um número de 4.22 milhões de telespectadores.

Outras curiosidades:

Meg: Vim, vi e venci.

Meg cita as famosas palavras de Júlio Cesar de “Veni, vidi, vici”.

Meg: E conheci um fulano, um tal de Michael Murray, em um bar.
Sam: Quem?

Meg refere-se a Chad Michael Murray (também conhecido como Mayhem), que estrelou a série de TV Gilmore Girls e o filme Casa de Cera ao lado de Jared Padalecki. Os dois atores são conhecidos por serem amigos.

1×22 – Devil’s Trap

Em uma missão para salvar o seu pai de Meg, Sam e Dean procuram a ajuda de um velho amigo da família, Bobby. Quando Meg aparece na porta da casa de Bobby, os irmãos a atraem para uma armadilha e exorcizam o demônio de seu corpo depois de saber onde John está sendo mantido preso. Enquanto tentam resgatar John, o demônio aparece e uma plena batalha acontece entre os Winchesters e o demônio pelo qual eles têm procurado durante todas as suas vidas.
Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente em 4 de Maio de 2006 e assistido por um número de 3.99 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O livro virando as páginas aparentemente por vontade própria durante o exorcismo de Meg é uma referência visual para uma ocorrência semelhante (em circunstâncias similares) nos filmes Evil Dead.
– O nome do cão de Bobby Singer, Rumsfeld, é uma referência ao Secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld.
– A cena do exorcismo/interrogatório de Meg poderia ser considerada uma referência visual para a cena de interrogatório do personagem de Sharon Stone em Instinto Selvagem, considerando as semelhanças de estilo (o cabelo curto loiro), a pose, e cinematografia em certas cenas:

2×01 – In My Time of Dying

Sam, Dean e John foram deixados para morrer após o Demônio ter lavrado um semi no Impala. Agora, um dos Winchester paira entre a vida e a morte enquanto a família sobrevivente tem de enfrentar um adversário antigo e poderoso.
Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente em 28 de Setembro de 2006 e assistido por um número de 3.93 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O Título de Abertura mudou do green da 1ª temporada. “Supernatural” dissolve-se para fora das chamas, com o segundo “A” tendo a forma de um pentagrama.
– Os eventos seguem diretamente dos eventos 1×22 – Devil’s Trap.
– Ao longo do PA no hospital, podemos ouvir “Chamando Dr. Kripke”, uma referência ao criador da série, Eric Kripke.
– Dean não está usando seu amuleto durante esse episódio.
– Quando Dean diz a Sam “Dê-me um pouco de Ghost Whisperer ou algo assim,” ele está se referindo a série de TV Ghost Whisperer, que fala sobre um recém-casado com a capacidade de comunicar-se com os espíritos terrestres do recentemente falecido que supera o ceticismo e dúvida para ajudar a enviar suas mensagens importantes para a vida e permitir que os mortos passem para o outro lado.

Sam: [discutindo com John] Vá para o inferno!

Possivelmente um prenúncio do negócio de John com Azazel e ele indo literalmente para o inferno como consequência do negócio. Ou pode ser apenas uma figura de linguagem.

Dean: Cara, dei uma de “Ghost” agora. (Dude, I full on Swayze’d that mother.)

Dean está se referindo ao papel do ator Patrick Swayze no filme Ghost. Sam e Dean depois aprendem a mover objetos físicos e lutar como projeções astrais em 4×15 – Death Takes a Holiday. Tessa também aparece neste episódio.
– O personagem Tessa é uma referência ao personagem “Morte” de Neil Gaiman, de sua série Sandman de romances gráficos.
– O nome no seguro médico de John é “Elroy McGillicuddy”. Esta é uma referência à I Love Lucy – ‘McGillicuddy’ é o nome de solteira de Lucy Ricardo. Também pode ser uma referência a Elspeth McGillicuddy, um personagem da novela 4.50 de Agatha Christie de Paddington (também conhecida como O Que a Sra. McGillicuddy Viu).

– O título do episódio é também o nome de uma música do Led Zeppelin.

– O símbolo que John desenha no chão é o Sigilo de Azazel.
– Tessa é um ceifador, mas é muito diferente daquele visto em 1×12 – Faith.
– Tessa explica que espíritos revoltados são aqueles que se recusaram a ir junto com seu ceifeiro. Eles permanecem presos na terra, incapazes de se comunicar ou seguir em frente e, eventualmente, tornam-se insanos.
– Dean está no quarto 3751.

Tessa: Você é algum tipo de cara da nova era?
Dean: Está me vendo mexer com cristais ou ouvindo Yanni?

Yanni é um compositor e tecladista grego conhecido por seu estilo de música “nova era”.

Tessa: Estágio 3: barganhar.

Tessa está se referindo ao modelo de Kübler-Ross, que descreve os cinco estágios do luto: negação, raiva, barganha, depressão e aceitação.

Dean: Acho que vou deixar as 72 virgens para lá, obrigado.

Na crença muçulmana, são prometidas 72 virgens a um mártir depois de sua morte se ele morrer como um guerreiro. Zacahriah diz a Dean que o Paraíso vai dar-lhe duas virgens e 70 vagabundas (total de 72 mulheres) em 4×22 – Lucifer Rising.

Sam: É [o Ceifeiro] aqui, naturalmente. Não há como detê-lo.
Dean: Sim. Não se pode matar a Morte.

Dean está errado, como descobrimos mais tarde em 4×15 – Death Takes A Holiday que é possível matar Ceifeiros.

2×22 – All Hell Breaks Loose (Part 2)

Dean tem que lidar com as consequências da luta entre Sam e Jake e paga um preço alto por seu envolvimento. O Demônio e seus espíritos ameaçam ultrapassar os caçadores até que recebem a ajuda de um aliado inesperado.
Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente em 17 de Maio de 2007 e assistido por um número de 2.72 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:

Demônio dos Olhos Amarelos: Meus parabéns, Jake. É o último homem que restou. O “Ídolo Americano”.

American Idol (Ídolo Americano) é um reality show de TV próprio para busca de talentos, onde os concorrentes cantam a cada semana e os menos populares são eliminados através de uma pesquisa de telefone.

Dean: [para Sam] Calma aí, Van Damme.

Jean-Claude Van Damme é um campeão de kickboxing que virou estrela de filmes de ação.

Jake: Aquela Ava estava certa. Quando você se entrega, há vários tipos de truques Jedi para aprender.

Uma referência a Obi-Wan Kenobi e Luke Skywalker, de Star Wars, que podem usar a força para o controle da mente. Jabba the Hutt se refere a essa habilidade como um “antigo truque da mente Jedi” em O Retorno de Jedi. O truque da mente Jedi de Obi-Wan Kenobi/Luke Skywalker foi referido várias vezes em 2×05 – Simon Said,  quando os Winchesters encontram Andrew (Andy) Gallagher pela primeira vez.

3×01 – The Magnificent Seven

Se preparando para a possibilidade de uma guerra apocalíptica, Sam e Dean percebem que têm uma enorme tarefa de caçar centenas de demônios que escaparam do Portão do Diabo. Com apenas um ano para viver, Dean decide viver a vida ao máximo e exibe uma atitude despreocupada que preocupa Sam, que está tentando encontrar uma brecha no negócio. Bobby diz aos irmãos sobre um avistamento em Nebraska que acaba por ser os sete demônios que são manifestações reais dos sete pecados capitais.
Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente em 4 de Outubro de 2007 e assistido por um número de 2.97 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O título do episódio The Magnificent Seven é o título de um Western de 1960 sobre um grupo de pistoleiros. É também o nome de uma música da banda punk inglêsa The Clash.
– Chikezie Caroline que interpreta Tamara também apareceu em Torchwood como Lisa, a Mulher Androide.
– A placa de licença do Impala neste episódio – CNK 80Q3 – são aquelas usadas ​​desde que as originais foram descartadas em 2×20 – What Is and What Should Never Be.
– “Doublemint Twins” é uma parte de uma campanha publicitária antiga para a goma de mascar Wrigley Doublemint. A empresa utilizou gêmeos idênticos para a sua publicidade por muitos anos.

Dean: Estranho, cara. Na noite em que o Portão se abriu, todas essas nuvens de tempestade escaparam. Para quantas cidades?
Sam: Dezessete.
Dean: Dezessete. Deveria ser o “Apocalipse Agora”, mas já se passaram 6 dias e nada.

Apocalipse Agora é um filme icônico de France Ford Coppola ambientado na Guerra do Vietnã e com base no livro de Joseph Conrad, Coração das Trevas.

Bobby: Então, onde está seu irmão?
Sam: Fazendo pesquisa eleitoral.

Em Os Simpsons, a piada polícia local é de que o Prefeito “Diamond Joe” Quimby está “fazendo pesquisa eleitoral” sempre que ele conhece uma jovem atraente para um encontro num quarto de motel.
– Na casa onde a família morreu de preguiça, a série de TV Dallas está passando na TV. O personagem falando é Lucy Ewing Cooper, que foi interpretada no filme remake da série por Katie Cassidy que aparece pela primeira vez como a “nova garota” neste episódio. Jim Beaver apareceu em dois episódios da série de TV original.

Isaac: Isto não é Scooby Doo.

Scooby Doo foi uma série de desenho animado de longa duração de cerca de quatro amigos e um cachorro chamado Scooby Doo que caçam fantasmas e o sobrenatural.

Dean: O que tem na caixa? Brad Pitt, “Se7en”? Não?

Se7en, dirigido por Fight Club de David Fincher. É um thriller psicológico sobre um serial killer que baseia cada assassinato em uma interpretação horrível dos Sete Pecados Capitais. “O que tem na caixa?” é uma referência à sua morte final.

Inveja: Qual de vocês pode atirar a primeira pedra?

Uma referência para um versículo da Bíblia, João 8:7, que conta a famosa história de Jesus defendendo uma mulher acusada de adultério de ser apedrejada até a morte por questionar seus acusadores: “Aquele que estiver sem pecado entre vós, seja o primeiro que atire uma pedra contra ela.” Esta citação é mais conhecida na cultura popular como “Aquele que nunca pecou, atire a primeira pedra.”

Inveja: Meu nome é Legião, porque somos muitos.

Da Bíblia, Marcos 5:9: Quando um homem possuído se aproxima de Jesus, ele pede o nome do demônio, e a resposta é “Meu nome é Legião, porque somos muitos.”

Bobby: Ser gordo, bêbado e idiota não é jeito de passar a vida, filho.

A citação é de Animal House por Dean Wormer para a personagem Kent Dorfman de Stephen Furst.

Orgulho: Eis Johnny!

Famosa citação de Jack Nicholson de O Iluminado, em uma interpretação de zombaria da introdução de tarde da noite do apresentador Johnny Carson.

Dean: Vou perguntar novamente. Quem era a garota mascarada?

A reformulação da linha de “Quem era o homem mascarado?” de The Lone Ranger, uma série de rádio e TV de longa duração que contou com um Texas Ranger mascarado.
– No início do episódio, Sam está pesquisando as possíveis formas de livrar Dean de seu pacto. Uma das páginas refere-se à lenda alemã de Fausto. Segundo a lenda, Fausto era um estudioso altamente realizado que está entediado e/ou insatisfeito com o que ele tem feito. Ele faz um pacto com o servo do demônio, Mefistófeles: conhecimento ilimitado e/ou prazeres mundanos em troca de sua alma. Como condição para o negócio, após um determinado período de anos, o diabo/Mefistófeles irá recolher a alma de Fausto e ele será eternamente condenado.

3×16 – No Rest for the Wicked

Restam 30 horas antes do tempo dado no pacto com o demônio da encruzilhada vencer e Dean, Sam e Bobby estão à procura de Lilith, aquela que possui o contrato. Eles descobrem sua localização e Sam convoca Ruby para pedir ajuda, apesar dos protestos de Dean. Ruby adverte que não estão prontos para lutar contra Lilith ainda, mas eles roubam sua faca e partem para Nova Harmonia, Indiana.

Em uma batalha até a morte, Sam, Dean e Bobby enfrentam Lilith e todos seus demônios em um último esforço para salvar a vida de Dean.
Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente em 15 de Maio de 2008 e assistido por um número de 3.00 milhões de telespectadores.

Outras curiosidades:
– O título do episódio “No Rest for the Wicked” é também o título de um álbum de 1995 de Ozzy Osburne.

Dean: Por que não vamos para TJ? Algumas señoritas, cervezas? Poderíamos… Como se diz “exibição com burro” em Espanhol?

TJ (Tijuana) fica no México. Cerveza é cerveja em espanhol. “Exibição com burro” é um tipo alegado de performance sexual mais frequentemente associada com Tijuana, onde uma mulher pratica zoofilia com um burro.

Dean: Ela provavelmente quer que você se torne o “Superastro anti-cristo” dela.

Uma referência para o musical Jesus Christ Superstar, ou poderia ser uma referência ao álbum Antichrist Superstar de Marilyn Manson.

Dean: Vai dar o olhar da Carrie e a Lilith vai desaparecer?

Uma referência para apersonagem  Carrie da novela de mesmo nome de Stephen King (também um filme de Brian De Palma).

Dean: Nossa pequena Yoda vagabunda.

Yoda ensinou Luke Skywalker os caminhos da Força no episódio The Empire Strikes Back de Star Wars.
– O carro de polícia que encostou os meninos foi o carro 54, uma referência à comédia “Car 54, Where Are You?”, de 1960.
– Em 3×09 – Malleus Maleficarum, quando Ruby está descrevendo o inferno, Dean diz:

Dean: Eu assisti Hellraiser. Entendi a mensagem.
Ruby: Na verdade, eles chegaram bem perto… Exceto pelas roupas de couro personalizadas.

A cena final neste episódio de Dean no Inferno lembra muito as imagens usadas em Hellraiser – particularmente as correntes e ganchos de carne.
– A família que Lilith aterroriza é chamada Fremont, o mesmo nome de uma família que passou por uma experiência semelhante no episódio “É uma boa vida” de Twilight Zone, em que um menino se tornou um monstro com poderes terríveis sobre seu domínio e entes queridos. Este também foi parodiado no episódio “Treehouse of Horror II” de Os Simpsons, outro show a qual Supernatural tem se referenciado. Além disso, o avô tentando dar um bilhete para o vizinho pedindo ajuda referência a versão de 1983 do filme The Twilight Zone, em que uma das meninas que vivem com o menino monstro tenta escrever um bilhete para pedir ajuda e é enviada para terra dos cartoons e morta.

Dean: [para Sam e Bobby] É um plano fantástico. Estou animado para fazer parte dele.

Esta fala é quase uma citação direta de “Ghostbusters”. Bill Murray usa essa fala antes de os Ghostbusters derrotarem Gozer, atravessando os riachos.

Ruby: Quer atacá-la usando um simples canivete? É o desperdício de uma chance única. Como matar Hitler com a maleta explosiva. Esqueça.

Esta é uma referência à famosa tentativa de assassinato contra Adolf Hitler por oficiais nazistas em que uma pasta contendo uma bomba foi deixada debaixo de uma mesa antes de uma reunião em que Hitler estaria presente. Este enredo é a base para o filme Valkyrie de Tom Cruise.

– Sam e Dean cantando “Wanted Dead or Alive” neste episódio chama de volta ao episódio 2×14 – Born Under a Bad Sign, quando o Sam possuído ouve Bon Jovi. O álbum no qual a canção é usada chama-se “Cross Road”, outra possível referência com respeito ao pacto de Dean com o demônio da encruzilhada. Jared Padalecki estrelou o filme Cry Wolf ao lado de Jon Bon Jovi.

– Essa é a última aparição de Katie Cassidy como Ruby e membro do elenco principal.

4×01 – Lazarus Rising

Passam-se quatro meses e Dean acorda em um caixão de pinho. Ele foi libertado do Inferno. Ele tem um alegre reencontro com Sam e Bobby, mas não dura muito tempo antes que os três se perguntam o quê exatamente tirou Dean do Inferno e o que vai querer em troca.
Episódio que foi dirigido por Kim Manners, exibido originalmente em 18 de Setembro de 2008 e assistido por um número de 3.96 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O título do episódio, “Lazarus Rising”, refere-se a Lázaro de Betânia, que foi ressuscitado dentre os mortos por Jesus e cuja história é narrada no Evangelho de João.

Dean: O nome é Wedge Antilles.

O nome falso de Sam, Wedge Antilles, é o nome de um personagem de Star Wars.
– A devastação em torno da sepultura de Dean é uma reminiscência do evento de Tunguska, idealizado em ser causado por um meteorito na Sibéria em 1908. Tem sido amplamente referenciado na literatura e na TV, incluindo um episódio de The X-Files.
– No posto de gasolina, Dean pega uma cópia de Busty Asian Beauties, uma preferência pornô de Dean mencionada em 2×15 – Tall Tales e 3×14 – Long-Distance Call.

Bobby: Dean, seu peito foi rasgado, suas tripas viraram lama. E você foi enterrado há quatro meses. Mesmo que tenha escapado e voltado para o seu corpo…
Dean: Eu sei. Deveria parecer um zumbi do Thriller de Michael Jackson.

Dean está se referindo aos dançarinos zumbis do vídeo de Michael Jackson, Thriller.

Bobby: Podemos escolher viver.

Escolher Viver era um slogan usado em uma camiseta pelo grupo de glam pop dos anos 80, Wham, no vídeo de “Wake Me Up Before You Go Go”. Contudo, a expressão tem sido usada em uma variedade de formas, incluindo a palavra de ordem para o movimento pró-vida/antiabortivo.
– A frase que Castiel diz a Dean, “Temos trabalho para você”, ecoa a frase “Nós temos trabalho a fazer”, falada por Sam no final do piloto, e por Dean no final de 2×22 – All Hell Breaks Loose (Part 2). Também chama de volta ao episódio 1×12 – Faith, na cena em que Dean pergunta a Roy Le Grange o que este viu nele que o fez escolhê-lo dentre toda a multidão para ser curado. Le Grange respondeu: “Um jovem com um propósito importante, um trabalho a ser feito. O qual não está terminado.”

– Quando Dean sai para fora de seu túmulo, no início, ele primeiramente rompe o solo com as mãos – uma referência à adaptação do filme Carrie de Stephen King, que já foi feita antes em Supernatural, ou seja, em 1×02 – Wendigo, quando Sam sonha que está visitando o túmulo de Jess.

– De acordo com o “Dicionário dos Anjos: Incluindo os Anjos Caídos”, Castiel é um anjo da Quinta-feira no ocultismo. Esta pode ser uma referência ao fato de que Supernatural ia ao ar na rede CW em uma noite de quinta, no momento da exibição original deste episódio.
– Uma quantidade de frustrações foram noticiadas em relação ao elenco desse episódio. Os dados sobre o recrutamento para Castiel indicavam que ele seria um demônio, e Misha Collins relatou ter se preparado por essa base para o teste. Quando Genevieve Cortese foi escalada, Kripke emitiu uma nota dizendo que ela iria interpretar “uma garçonete de cidade pequena chamada Kristy que se envolve romanticamente com Sam algum tempo após a morte de Dean”. Dean não foi nomeado nas listas, apesar de um personagem chamado Guy ter aparecido, a fim de manter a reaparição de Dean um segredo.
– Jensen descreveu como ele ganhou uma cicatriz de filmagem na cena do posto de gasolina, onde o vidro real (ao invés de vidro de doces geralmente utilizado em manobras) foi usado na insistência de Kim Manners. Ele também mencionou que a “sujeira” quando ele está enterrado era feita de Oreos esmagados.

4×10 – Heaven and Hell

Anna se lembra de seu passado e Sam e Dean finalmente entendem porque Castiel e Uriel querem vê-la morta. Porém, eles não concordam com as ordens dos anjos e tentam ajudar Anna a restaurar uma parte importante de seu passado para que ela possa ser salva.
Enquanto isso, Alastair e seus demônios continuam a se aproximar de Anna e os irmãos.
Episódio que foi dirigido por J. Miller Tobin, exibido originalmente em 20 de Novembro de 2008 e assistido por um número de 3.34 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:

Uriel: Nos dê a garota.
Dean: Lamento. Arrume outra para você. Tente o JDate.

JDate é um site de relacionamentos, que se apresenta como “a rede principal de solteiros judeus”.

Dean: A Anna pode ter mandado os anjos para longe, mas eles voltarão. (Anna may have sent the angels to the outfield, but sooner or later, they’re gonna be back.)

Angels in the Outfield era um filme de 1951 sobre um grupo de anjos jogadores de beisebol que protegem o último lugar Pittsburgh Pirates. O filme foi refeito pela Disney em 1994.

Sam: Onde está o Bobby?
Dean: O Dominicano. Ele falou que se quebrarmos, temos que pagar.
Sam: Ele está trabalhando?
Dean: Espero que sim. Caso contrário, ele está no Hedonismo de sunga e boné de caminhoneiro.
Sam: Agora estou com esta imagem na cabeça.

O Hedonismo é o nome de uma cadeia de resort no Caribe, que, como o nome sugere, tem um foco em festas e sexo.

Anna: Minha mãe, Amy, não conseguia engravidar. Sempre se referiu a mim como o milagre dela. Ela não fazia ideia do quão certa estava.
Dean: Então, você esqueceu que era a Power Ranger de Deus?

Power Rangers são super-heróis que são apresentados em um número de séries de TV infantis.

Ruby: Querida, você é a Copa Stanley.

A Copa Stanley é concedida ao campeão de playoffs da Liga Nacional de Hóquei, após as Finais da Copa Stanley.

Dean: Vai fumar algum narguilé divino e virar Roma Downey?

Roma Downey estrelou como um anjo na série Touched by an Angel.

Dean: [risos]
Ruby: O que foi?
Dean: Nada. Um anjo e um demônio sentados no banco traseiro. É a definição
de uma piada sem graça ou uma carta para a revista Penthouse Forum.
Sam: Cara… Realidade, pornografia.
Dean: Chama isso de realidade?

A Penthouse Forum dispõe de cartas sobre improváveis ​​encontros sexuais que invariavelmente começam com “Nunca pensei que isso fosse acontecer comigo…”
– A imagem da mão escorrendo pelo vidro nebuloso do carro é uma reminiscência da cena de Titanic quando Jack e Rose estão transando. Coincidentemente, Jensen fez uma vez um anúncio para mercadoria relacionada a Titanic.

Uriel: Tem mais. Você “comeu” uma fatia de… bolo de anjo. Comeu mesmo.
Dean: O que importa a você? Não tem colhão lá embaixo, não é? Como um boneco do Ken.

Dean está se referindo a falta de genitália do boneco Ken. Além disso, Dean está referenciando o filme Dogma de Kevin Smith, no qual os anjos são retratados por não ter genitália.

Sam: Quando se tem Godzilla e Mothra na sua cola, o melhor é abir caminho e deixá-los lutar.

Mothra e Godzilla foram destaque em uma série de filmes japoneses nos anos 50 e 60. Godzilla era um dinossauro mutante gigante que obtém super poderes por conta de uma explosão nuclear, e Mothra, uma mariposa gigante, foi contratada por pessoas para lutar contra ele. Os inimigos se encontraram novamente no filme da série Millenium (1999-2004) chamado Godzilla, Mothra and King Ghidorah: Giant Monsters All-Out Attack.
– Em 1×15 – The Benders, Sam e Dean entrevistam um garoto que testemunha um estranho desaparecimento que, segundo ele, ocorreu no momento em que estava assistindo Godzilla vs Mothra, e Dean diz que é o seu favorito.
– Há uma discrepância a respeito de quando Anna nasceu: no formulário História do Paciente que Sam olha, diz que data de nascimento de Anna é 13 de abril de 1985. No entanto, mais tarde no episódio Sam diz que, “Em março de 1985, um meteorito desapareceu no céu, no noroeste de Ohio. Foi visto nove meses antes de Anna nascer, e ela nasceu nessa região”, o que coloria seu aniversário para dezembro de 1985.

– O episódio é nomeado segundo a música “Heaven and Hell” do Black Sabbath. O título no roteiro era “Hell’s Angels”, posterior ao clube da moto.

4×22 – Lucifer Rising

O Apocalipse está chegando, e Sam e Dean se preparam para a luta de maneiras muito diferentes. Sam se junta a Ruby em uma corrida final para matar Lilith, enquanto Castiel e Zachariah dizem a Dean que está hora de fazer sua parte para deter Lúcifer.
Episódio que foi dirigido pelo próprio Eric Kripke, exibido originalmente em 14 de Maio de 2009 e assistido por um número de 2.89 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– Lucifer Rising é um curta-metragem que lida com o ocultismo, feito em 1972.
– Existe um Colégio de St. Mary em Ilchester, Maryland, conhecida como a Casa do Inferno. “Há uma lenda sobre um padre que, num acesso de loucura, enforcou cinco meninas frente a frente em torno de um pentagrama, e depois se matou. Pessoas acreditam que o prédio é assombrado pelas meninas. Às vezes, à noite, você ainda pode ouvir seus gritos torturados, e há um ponto frio no topo das escadas enormes”.
– De acordo com o artigo que Sam encontra online, o padre possuído por Azazel no Convento de Santa Maria foi nomeado Padre Lehne. O nome refere-se ao ator Frederic Lehne, que interpreta Azazel nos episódios 2×01, 2×21, 2×22 e 6×01, o qual é, talvez, o ator mais relacionado ao papel.

– O título do artigo que Sam encontra online, “Os Rugidos de St. Mary”, referencia o filme de 1945, The Bells of St. Mary, estrelado por Bing Crosby e Ingrid Bergman.

Dean: Veja só isto. “Zack & Cass: Gêmeos em Ação.”

Dean está fazendo uma alusão ao show da Disney Channel, “Zack & Coby: Gêmeos em Ação”, sobre meninos gêmeos problemáticas que vivem em um hotel.

Dean acorda em “Júpiter e o Além Infinito”

– A Sala Verde (nome dado pelos atores ao lugar em que Dean é mantido durante o episódio) visualmente referencia a sala no segmento final de 2001: Uma Odisseia no Espaço, que é chamada de “Júpiter e o Além Infinito” e que representa um reino além do mortal.
– Zachariah oferece a Dean o seguinte, enquanto ele está sendo mantido em preparação para o Apocalipse: cerveja, hambúrgueres (seu favorito de quando ele tinha 11 anos, em uma lanchonete no litoral de
Delaware), Ginger da segunda temporada de A Ilha dos Birutas (a primeira temporada transmitida em cores) e Mary-Ann.
– Quando Dean entra pela primeira vez na Sala Verde, as pinturas na parede são brilhantes, cenas pastorais. Mais tarde, quando Dean confronta Zachariah, são cenas sombrias e surreais do Inferno.
– Quando Zachariah diz a Dean na Sala Verde que o seu destino é matar Lúcifer, ele está na frente de uma pintura do Arcanjo Miguel matando Lúcifer. A pintura é Saint Michel terrassant le Dragon, pelo pintor flamengo do século 15, Josse Lieferinxe.
Em 2×13 – Houses of the Holy, Sam percebe uma pintura similar a de Miguel matando Lúcifer na igreja que visitavam (esta versão pelo pintor renascentista Rafael). O Padre Reynolds lhes diz: “Isso mesmo. O arcanjo Miguel, com a espada flamejante. O combatente de demônios, a força sagrada contra o mal.”

Sam: Então eles não são exatamente inofensivos como todos pensam? São ferozes, certo? Vigilantes.
Padre Reynolds: Prefiro imaginá-los mais como amorosos do que raivosos, mas… Sim, grande parte da Sagrada Escritura retrata os Anjos como guerreiros de Deus. “E eis que um Anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor.” Lucas 2:9.

Miguel é um arcanjo na tradição judaica, cristã e islâmica. Ele é mais conhecido como um líder dos exércitos de Deus contra Lúcifer.

Zachariah: Você é nosso Russel Crowe, repleto de mau humor.

Zacarias está se referindo ao personagem Maximus Decimus Meridius de Russell Crowe no filme Gladiador, que ganha em um duelo de gladiadores contra o corrupto Imperador Commodus. Paralelos incluem: Dean sendo favorecido por Deus (“Pai” de Lúcifer), como Maximus foi favorecido por Marco Aurélio, pai de Commodus, as traições de Lúcifer e Commodus contra seus pais, e Dean e Maximus em busca de vingança pela morte de seus familiares. Zachariah alude que Dean acabará por vencer contra Lúcifer como Maximus ganhou contra Commodus.
– Dean compara os anjos deixando todos os selos serem quebrados com a série de derrotas do Washington Generals, a equipe que sempre perdeu nas partidas de exibição encenadas contra o Harlem Globetrotter.

Ruby: É o último ataque na Estrela da Morte e vai precisar de sangue.

Uma referência para a batalha final em Star Wars.

Zachariah: Sam, Sam, Sam. Marcia, Marcia, Marcia.

Zachariah aparentemente assistiu The Brady Bunch, onde a filha do meio Jan muitas vezes reclamou da atenção de sua irmã mais velha, dizendo: “Marcia, Marcia, Marcia”.
– Na Comic Con 2009, Kripke recusou-se a elucidar sobre se foi Zachariah ou Ruby que mudou a mensagem de correio de voz de Dean para Sam.

Ruby: Você não precisava da pena para voar. Já tinha em si, Dumbo.

No filme de animação da Disney, Dumbo, de 1941, o elefante homônimo descobre que pode voar com a ajuda de seu amigo Timothy, o rato, que o ajuda a obter confiança, dando-lhe uma “pena mágica”. Quando ele deixa a pena cair, Timothy revela a manha, e Dumbo descobre que isto era sua própria capacidade o tempo todo. Na Comic Con 2010, Kripke explicou que a frase se refere a uma série de decisões que Sam havia tomado, o que resultou em Lúcifer ser libertado.

5×01 – Sympathy for the Devil

Começando de onde o finale parou, Dean e Sam assistem enquanto o Diabo emerge do Inferno. Os irmãos e Bobby lidam com as consequências da ascensão de Lúcifer e a notícia deslumbrante de que, segundo o Profeta Chuck, Castiel foi explodido em pedaços pelos arcanjos.
Episódio que foi dirigido por Robert Singer, exibido originalmente em 10 de Setembro de 2009 e assistido por um número de 3.40 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– “Sympathy For The Devil” é tanto o nome de uma música dos Rolling Stones, mais tarde coberta pelo Guns N ‘Roses, quanto um filme de Jean-Luc Goddard.
– “Devil’s Feud Cake” é o nome do desenho animado de Yosemite Sam.

Chuck: You went full-on Vader. (Você deu uma de Vader.)

Uma referência ao declínio final de Anakin Skywalker para Darth Vader em Star Wars.
– Sam diz que Ruby lhe ensinou como fazer um saco de feitiço.
– A conversa entre Becky e Chuck espelha aquela de Galaxy Quest, onde Tim Allen explica a Justin Long que o navio é real e que eles precisam de sua ajuda.
– Emily Perkins, a atriz que interpreta Becky Rosen, co-estrelou em Ginger Snaps, uma série de filmes de lobisomem canadenses, com Katharine Isabelle, que interpretou Ava Wilson.
– O depósito de John está localizado no norte do estado de Nova York, que Sam e Dean visistaram em 3×03 Bad Day at Black Rock, de onde o Pé de Coelho foi roubado.
– O receptáculo de Lúcifer é chamado Nick. Em algumas tradições, o diabo é referido como “Old Nick”.
– Este episódio compartilha seu nome com um episódio de Grey’s Anatomy, onde Jeffrey Dean Morgan tem um papel.

Dean: Enfie esta proposta naquele lugar com nozes, feioso.

Esta é uma fala usada por Homer Simpson, em Os Simpsons.
– O nome de domínio morethanbrothers.net é propriedade da Warner Brothers.

Meg: Estes são dias de milagres e maravilhas, Dean.

Uma frase da música The Boy In The Bubble de Paul Simon.

Zachariah: Virou “Apocalypse Now”. E estamos outra vez no mesmo time.

Uma referência ao filme Apocalypse Now.

Sam: Sem tremores, sem febre. É como se quem quer que tenha me colocado naquele avião, tivesse me desintoxicado.
Dean: Metadona sobrenatural.

A metadona é um medicamento usado para tratar a dependência de heroína. Tremores e febre são sintomas comuns da retirada de heroína.

5×09 – The Real Ghostbusters

A super fã Becky usa o telefone de Chuck para enganar Sam e Dean fazendo-os ir à uma convenção de Fãs de Supernatural, onde todos estão completamente vestidos como eles. Uma das atrações é interpretar um papel num jogo de ação ao vivo, mas as coisas azedam rapidamente depois que um fantasma verdadeiro aparece.
Episódio que foi dirigido por Jim Conway, exibido originalmente em 12 de Novembro de 2009 e assistido por um número de 2.69 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O título do episódio refere-se a um programa de TV animado de 1980 baseado no filme “Ghostbusters”.
– Na realidade, a primeiro Convenção de Supernatural realizada foi a WinchesterCon, em Nashville, em Outubro de 2006 com a participação de 200 fãs. A Asylum 2007 foi a primeira convenção com a presença de atores.
– O Orfanato Gore é o lugar de uma série de histórias de fantasmas e lendas locais em Ohio (estado natal de Kripke).
– Num comentário em DVD sobre o episódio 4×03 – In the Beginning, Kripke fala a respeito de como Sam e e Dean parecem estar sempre derrubando suas armas, facas e etc, em momentos cruciais:

“Jared e Jensen nos dizem como é a piada que eles sempre fazem a mim e ao Bob, “Por que Sam e Dean não tem cordas elásticas em seus pulsos?”, pela quantidade de vezes que as armas e facas são derrubadas de suas mãos. Eis um bom jogo, contar quantas vezes Sam e Dean perdem sua armas e a razão pela qual fazemos, que é obstruída e muito importante, pois eles seriam estúpidos por andarem desarmados. Porém, ainda temos de colocá-los em perigo o suficiente para o cara mal monologar ou eles sentirem-se como se estivessem em perigo antes que alguém inesperadamente entrasse com a arma que a outra pessoa derrubou.”

“Homem-Gancho”: Que original. “Supernatural” trazendo a você mais crianças assustadoras. Suspiro.

Crianças assustadores, os inocentes do mal, são um personagem de ações em filmes de terror. Em Supernatural, crianças assustadores incluem Peter Sweeney em 1×03 – Dead in the Water, Missy Bender em 1×15 – The Benders, Melanie Merchant em 1×19 – Provenance, Maggie Thompson em 2×11 – Playthings, os Changelings em 3×02 – The Kids Are Alright, a menina na parede e seu irmão em 4×11 – Family Remains, Jesse em 5×06 – I Believe The Children Are Our Future e Lilith em 3×12 – Jus in Bello, 3×16 – No Rest For The Wicked e 4×06 – Yellow Fever.
– O momento em que Dean fica irritado com os fãs para não levarem a “história” de Sam e Dean a sério, poderia ser visto como uma referência ao fenômeno de Serious Business, usado geralmente na internet, mas no fandom de Supernatural para se referir aos fãs que usam assuntos relacionados ao seu fandom de uma maneira super séria, sem senso de humor.
– O episódio foi ao ar na noite anterior ao início da Salute to Supernatural Chicago 2009.

– O hotel em que a Convenção é realizada chama-se Pavilhão Stanley Park.

– Os fãs que usam os pseudônimos “Agentes Lennon e McCartney” e “Agentes Jagger e Richards” durante o jogo LARPing são referências aos cantores/compositores dos Beatles, John Lennon e Paul McCartney, e ao cantor Mick Jagger e guitarrista Keith Richards de Rolling Stones.
– Depois de ver os fantasmas dos três filhos enquanto caminhava pelo hotel, o Fritz/Homem-Gancho grita (fora da câmera) “Gott in himmel!” Isto é o alemão e significa “Deus do céu!”
– Enquanto caminhava em direção ao cemitério, Demian e Barnes reencenam uma cena de 1×10 – Asylum, onde Sam critica Dean por ser muito obediente e respeitoso quanto ao seu pai. A cena original foi apresentada no resumo dos episódios anteriores, no início deste episódio.

5×22 – Swan Song

A temporada inteira caminhou para o confronto entre o bem e o mal. Com a iminência do Apocalipse, Sam e Dean percebem que estão sem opções e tomam decisões de partir o coração que mudarão suas vidas para sempre.
Episódio que foi dirigido por Steve Boyum, exibido originalmente em 13 de Maio de 2010 e assistido por um número de 2.84 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– A frase “Swan Song” no jargão moderno refere-se a um trabalho ou desempenho final, ou a parte final de uma história. Era também o nome da gravadora fundada por Led Zeppelin. Jared Padalecki também teve um papel em um episódio intitulado “Swan Song” em Gilmore Girls.
– Chuck diz que o Impala rolou da linha de montagem em Janesville, no dia 24 de Abril de 1967. 24 de abril é o aniversário de Eric Kripke.
– O nome do primeiro dono do Impala, Sal Moriarty, é uma referência a Sal Paradise e Dean Moriarty, os personagens principais da novela On the Road.
– Neste episódio Dean refere-se a Bobby como Yoda, e Lúcifer chama de Sam “o jovem Skywalker”. O escritor de história neste episódio, Eric “Giz” Gerwirtz, é um desenvolvedor por trás dos jogos mais bem sucedidos da série Star Wars. A escritora e produtora Julie Siege também trabalhou na série animada “Clone Wars”.

– Lúcifer referiu-se duas vezes a Sam dizendo “sim” em Detroit – em 5×04 – The End e 5×10 – Abandon All Hope.
No final, o Dean do futuro diz a Dean que Sam deu “o grande sim” a Lúcifer em Detroit. Em 5×10 – Abandon All Hope, Lúcifer prevê este futuro para Sam, dizendo-lhe: “Não sei Sam, eu acho que vai. Acho que vai acontecer em breve, dentro de seis meses. E acho que vai acontecer em Detroit.” O primeiro episódio foi ao ar em 19 de Novembro de 2009. Se olhar para um calendário de 2010, seis meses após esta data é a terceira semana de Maio (a semana de 17 de Maio). 5×22 – Swan Song foi ao ar em 13 de Maio, uma semana antes da projeção de seis meses de Lúcifer.

Lúcifer: A alegria. E sabe o porquê disso? Porque duas partes completam um inteiro. MFEO. Literalmente.

MFEO: Made For Each Other (Feitos um para o outro)

Sam/Lúcifer e Miguel/Adam
caem dentro da Prisão de Lúcifer

– Stull Cemetery é um cemitério real perto de Lawrence, Kansas, onde Sam e Dean nasceram. Ele tem uma grande quantidade de lendas associadas a si, inclusive que pode ser uma porta para o inferno.
– Este foi último episódio de Eric Kripke como showrunner. Na temporada seguinte, ele continuou a ter entrada ao show no papel de consultor, e Sera Gamble assumiu o cargo de showrunner.

Sam: Se isto der certo, e eu mergulhar para dentro daquela prisão, sabe que não vou voltar. (If this thing goes our way, and I Triple Lindy into that box, you know I’m not coming back.)

O Triple Lindy foi um mergulho alto ridículo feito por Rodney Dangerfield no filme Back to School.

Dean: Tenho um pressentimento ruim quanto a isto.

Esta fala é dita muitas vezes, por vários personagens, nos filmes de Star Wars.

Dean: Seu inferno vai fazer meu tour parecer com Graceland.

Graceland era propriedade de Elvis Presley em Memphis, Tennessee, e é agora um museu.

Dean: O que fazemos agora?
Castiel: Sugiro que bebamos quantidades absurdas de álcool… Esperando pela inevitável onda de choque.
Dean: Sim. Obrigado, Bukowski.

Charles Bukowski era famoso por escrever novelas e histórias com protagonistas alcoólicos.

– A fita que Dean carrega no leitor de cassetes do Impala enquanto ele dirige até o Cemitério Stull para enfrentar Lúcifer e ajudar Sam, está marcada com a fala de Kim Manners “Kick it in the ass!”

Lúcifer: Castiel. Você jogou um Coquetel Molotov com óleo sagrado no meu irmão? (Castiel, did you just Molotov my brother with holy fire?)

Um Coquetel Molotov é uma arma incendiária na qual um líquido inflamável é colocado em um frasco de vidro e selado com um tecido ou um pano. O tecido é incencidado, e quando é jogado e o frasco quebra, o líquido dentro se espalha e pega fogo. Castiel fez seu Coquetel Molotov usando óleo sagrado.
– Chuck prenuncia sua identidade verdadeira/divina em 4×18 – The Monster At The End Of This Book, o primeiro episódio em que aparece:

Chuck: Há apenas uma explicação. Obviamente, eu sou um deus.
Sam: Você não é um deus.
Chuck: Então como explica? Escrevo coisas e elas criam vida. Sou um deus, sim. Um deus cruel e volúvel.

– Quando Lúcifer está mostrando a Sam todas as pessoas em sua vida que foram realmente agentes de Azazel cuidando dele, ele se refere ao seu par no baile de formatura, Rachel. Na versão do desejo em 2×20 – What Is and What Should Never Be, Dean disse ter dormido com o par de Sam, Rachel Nave, na noite do baile.

Dean: Tem uma tara por virgens e prostituas, não é?

Dean acusa Chuck de ter uma “tara” por virgens e prostitutas, possivelmente uma sugestão à verdadeira identidade de Chuck, como Deus. Especificamente, uma referência à Virgem Maria, que supostamente deu à luz ao filho de Deus, Jesus. Quando Dean liga para Chuck, Chuck atende o telefone dizendo “Senhorita Magda” e brevemente conseguimos ver uma revista com uma loira de biquíni chamada “Senhorita Magda” na mesa de Chuck, antes que ele coloque o copo sobre a mesma. Jesus também amava a mulher chamada Maria Madalena (Mary Magdalene em inglês), descrita como uma prostituta. Há muitos que acreditam que Jesus realmente se casou com Maria Madalena, embora esta ideia, assim como o estado de Maria como uma prostituta, são dois assuntos amplamente contestados por historiadores de todo o mundo.

Lúcifer: Perdão se está um pouco frio. A maioria das pessoas acha que eu queimo. Na verdade, é o contrário.

No século XIV, o poeta italiano Dante Alighieri escreveu o poema épico chamado Divina Comédia, que narra a turnê de ficção do poeta de vários níveis do Inferno, Purgatório e Paraíso. Na primeira parte, Inferno (ocasionalmente conhecido como “Inferno de Dante”), Dante desce até o centro do Inferno, que está no meio do Círculo 9, a punição eterna para a traição, o mais hediondo dos pecados. Lá, Dante encontra Satanás preso em um lago de gelo com muitos outros traidores para toda a eternidade. Isto está em contraste com a visão popular do Inferno como o “lago de fogo”. Além disso, de acordo com a Bíblia Cristã, no final dos tempos, Satanás será enviado do inferno ao lago de fogo para seu castigo eterno. O inferno e o lago de fogo sendo dois lugares separados.

Lúcifer: Estamos cheios de Ovomaltine, não é?

Ovomaltine é um condimento em pó misturado com leite, mas neste contexto, Lúcifer está se referindo ao sangue de demônio que Sam bebeu antes de vir para cima. Em 4×03 – In the Beginning, Azazel diz que “sangue de demônio é melhor do que Ovomaltine, vitaminas e minerais. Isto lhe deixa grande e forte.”

6×22 – The Man Who Knew Too Much

A barreira na mente de Sam vem abaixo e vai ser o inferno. Dean e Bobby estão, pela primeira vez, totalmente sem pistas de como ajudá-lo e são forçados e aguardar e não fazer nada enquanto Sam desmorona. A batalha pelo Paraíso se deflagra.
Episódio que foi dirigido por Robert Singer, exibido originalmente no dia 20 de Maio de 2011 e assistido por um número de 2.11 milhões de telespectadores.
Outras curiosidades:
– O título do episódio “The Man Who Knew Too Much” é o nome de um filme do ano de 1956 de Alred Hitchock, um remake de sua própria versão anterior do filme de 1934. Também é famoso por apresentar a canção “Que sera sera”, de Doris Day, que estrelou o filme com James Stewart.
– No início do episódio, conforme Sam, preso em sua mente, corre da polícia, vemos um sinal de Castle Storage, o qual foi o local do depósito de John Winchester. O hotel em que ele vai ficar é chamado de Nite Owl, que era o nome de um hotel onde ele e Dean se hospedaram no episódio 6×05 – Live Free ou Twihard (eles se hospedaram em um motel com o mesmo nome em 5×05 – Fallen Idols, mas o edifício era diferente). Enquanto Sam e Robin entram no hotel, eles passam por um homem que se parece com Bobby.

Sam: Acordei em um banco de praça com policiais colocando lanternas na minha cara, tentando me levar.
Robin: Então você fugiu.
Sam: Não, nocauteei os dois até desmaiarem. Não tive a intenção, aconteceu muito rápido. Acho que foi instinto ou algo do tipo.

Efetivamente, isto aconteceu no filme “A Identidade Bourne”, que como neste episódio, é sobre um homem sem memória de quem era que aos poucos descobre habilidades e o seu passado, com a ajuda de uma mulher.

– Sam diz que acordou em um banco de praça com um policial tentando levá-lo. No episódio 4×03 – In the Beginning, quando Castiel enviou Dean de volta no tempo, este acordou em um banco e encontrou um policial dizendo-lhe para se mexer.

– O livro que Sam encontra no bar chama-se “The Haunter of the Dark”, uma história de horror baseada no Mito de Cthulhu que H.P. Lovecraft escreveu em Novembro de 1935.

Robin: Adorei o que fez com o lugar. É uma mistura de “Uma Mente Brilhante” com “Se7en.”

“Uma Mente Brilhante” é um filme de 2001 sobre o esquizofrênico prodígio matemático John Nash. No filme, sua paranoia o leva a procurar códigos escondidos, e ele tem material em suas paredes da mesma maneira que Sam neste episódio. É uma pista para a identidade de Robin, mas também porque, no filme, John Nash tem uma quantidade de amigos que, mais tarde, acabam por ser alucinações.
“Se7en” é um thriller de 1995 sobre um serial killer cujas mortes são baseadas nos sete pecados capitais, que deixa pistas para os detetives.

Sam: [no sonho] Estou alucinando?
Sam desalmado: [no sonho] Esquentando. Mas veja, normalmente, fica-se acordado quando está alucinando. (Warmer. But see, normally you’re awake when you’re tripping balls.)

Estar “tripping balls” é estar realmente intenso devido ao efeito de um alucinógeno como o LSD ou cogumelos mágicos.
– A cidade e rua citadas no endereço do esconderijo de Castiel e Crowley, fornecido por Balthazar em um pedaço de papel, “Kansas, Bootbock, Av. Piermont, nº 221”, são locais fictícios.

Crowley: Parece mais constipado do que o normal. Talvez queira um pouco de Colonblow?

Colonblow era o nome de um produto fictício em um esboço de Saturday Night Live. Agora também é um produto de limpeza de cólon verdadeiro.

Dean: O que diabos é isso? Talvez um Tiranossauro-Rex?

Dean vê vibrações causando ondulações em uma poça. No filme Jurassic Park um efeito semelhante em um copo de água sinalizou a aproximação de um Tiranossauro-Rex. Além disso, a forma como o Impala é capotado pelos demônios é semelhante à maneira que o Tiranossauro-Rex vira o carro no filme.

– As identidades falsas que Robin encontra no quarto de hotel são para Jimmy Page, Neil Peart, e Angus Young. Page é o guitarrista de Led Zeppelin, Peart é o baterista de Rush, e Young é o guitarrista de AC/DC. Todos os três pseudônimos têm sido usados ​​em episódios anteriores.

– O ritual para abrir o Purgatório envolve o desenho de uma série de sigilos em uma mistura do sangue de uma virgem e do sangue de um nativo do Purgatório. Um feitiço é então recitado na noite do eclipse lunar:

Feitiço e sigilos necessários
para abrir uma porta ao Purgatório

Ianua Magna Purgatorii
Clausa Est Ob Nos
Lumine Euius Ab Oculis
Nostris Retento
Sed Nunc Stamus Ad Limen Huius
Ianuae Magnae Et Demisse
Fideliter Perhonorifice
Paramus Aperire Eam
Creaturae Terrificae Quarum Ungulae
Et Dentes Nunquam Tetigerunt
Carnem Humanam Aperit Fauces
Eius Ad Mundum Nostrum Nunc
Ianua Magna
Aperta Tandem!

Grande porta do Purgatório
Que está fechada para nós
Sua luz é mantida afastada
De nossos olhos
Mas agora estamos de pé sobre o limiar
Da Grande porta, e humildemente
Fielmente, respeitosamente
Estamos nos preparando para sua abertura
Terrível criatura, cujas garras
E dentes nunca tocaram
Carne humana, está abrindo suas mandíbulas
Em direção ao nosso mundo agora
Grande porta
Abra-se!

Fonte: http://www.supernaturalislife.com/2012/12/curiosidade-eric-kripke-e-supernatural.html

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: