Por que gostamos tanto de zumbis?


Minha mãe pergunta isso sempre, e a de vocês? “Afinal, é só sangue, tripas, gente morrendo…” Mas na realidade a pergunta correta seria: “ Porque gostamos tanto de exercitar nossos medos?”

Filmes, livros, games, HQ’s e séries de zumbis assumem um papel perfeito dentro desse contexto. Se você mantém uma distancia segura da tragédia, pode imaginar-se dentro dela. É complexa a maneira como nossa mente se comporta. O lado negativo das coisas nos dá prazer e entretenimento,  mas isso não é ruim, e sim uma das maneiras que temos para confrontar nossos demônios, perseguir e mata-los. Afinal, são carcaças que você pode destruir sem culpa.  Não é divertido?
A questão da sobrevivência, e espirito de equipe nos faz criar notas mentais de como agiríamos na mesma situação. Será que mataríamos nossa vovó caso ela se tornasse zumbi? Martelo ou frigideira? Carro ou moto? Armas brancas ou de fogo? Como seria viver em um mundo tão perigoso? A arte sempre será nosso meio de vivenciar tudo isso, e melhor ainda, no conforto do nosso lar.

Vejo mortos-vivos como uma grande abertura para grandes discussões psicológicas, além do clichê de ser um retrato mal lavado da nossa sociedade e de como a mídia nos manipula o tempo todo, criando hordas gigantes. Mas prefiro não me aprofundar nisso por enquanto.
Podemos observar que algumas vezes o ser humano é quase tão irracional quanto o zumbi. Pois quando se trata de sobrevivência, vale tudo.
Geralmente os personagens deixam a espiritualidade de lado. Enxergamos isso desde a segunda temporada de The Walking Dead, no Carl. Afinal, que Deus é esse que nos abandonou aqui com “eles”? Então aquela passa a ser a única existência possível, e por ela vale tudo. Eu adoro assistir ao ser humano em sua forma mais crua, mas instintiva e desesperada. Testemunhar limites…

 

Resolvi escutar a opinião de alguns amigos, e aqui estão suas respostas:

 

“Eu gosto de zumbis porque eles misturam o gore com o cômico. O Romero utilizava os zumbis como forma de protesto, sátira política…Já eu gosto como eles conseguem ser, ao mesmo tempo comedores de cérebro humano e super engraçados em seus movimentos e maneiras de agir, mas continuo achando válido utilizar como forma de paródia, já que muitos de nós já somos praticamente zumbis no dia-a-dia, tanto que “Todo Mundo Quase Morto” é meu segundo filme de zumbi favorito. O primeiro é “Madrugada dos Mortos”, remake do Zack Schnider.”  – Marie Bakhuizen

“A ideia de um ser desprovido de sentimentos, de emoções, que apenas vive com seus instintos básicos de alimentação, com todas as forças me atrai! São seres que não desistem, seguem e seguem, sem medo, pois estão mortos. Me dá inspiração para buscar sempre e nunca desistir de um objetivo.”  –Isaac Sinístro.

 

“Bom, pra começar, zumbis sempre foram os monstros da ficção que eu mais tive medo, isso desde criança mesmo, então acabei querendo enfrentar esse medo justamente assistindo todos os filmes possíveis sobre o assunto, tipo terapia de choque, só que na minha adolescência percebi que eu não só tinha perdido o medo, como também tinha adquirido uma certa paixão pela temática zumbi. O mundo num cenário apocalíptico, os mortos caminhando, sei que é tudo muito macabro e dramático, mas é legal imaginar como a humanidade reagiria a um fenômeno desses, acho que por isso gosto de zumbis, tirando o medo, e etc, o reflexo, um tanto quanto caótico que teria na humanidade é o que acaba me atraindo mais, ter que lutar pela sua sobrevivência, e praticar bem a mira enquanto isso.”  – Anastácia Ottoni

 

“Bem, eu gosto de zumbis pois sempre fui fã de estórias de horror, seja em quadrinhos, filmes, música e literatura. Sempre gostei da anatomia dos zumbis, por mais que sejam criaturas sem inteligência como vampiros, aparições, etc… mas uma estória de zumbis bem escrita e bem explorada com bons personagens, é um prato cheio pra quem é fã do gênero!!! “  –Thiago Ribeiro

 

“Eu curto muito eles porque são divertidos e perigosos ao mesmo tempo, é um universo muito grande para ser explorado. Eles são infinitos, já vi de tudo e isso faz com que eu os ame mais ainda” – Fabionei Santos

 

“Eu amo todo esse universo… desde pequeno já gostava de coisas assim, os zumbis são parte da minha vida, amo todo o sangue espalhado pelo corpo, mandíbulas penduradas, e seus olhos brancos, acho tudo fascinante “  – Yuri Greb

 

E você? Por que gosta de zumbis?

Fonte: http://www.thewalkingdead.com.br/por-que-gostamos-tanto-de-zumbis/

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: