The Walking Dead na Band? Sim, nós queremos!!


Um dos assuntos mais polêmicos de 2012 foi a questão da exibição de The Walking Dead na TV aberta, mais precisamente no canal Band. Enquanto boa parte dos fãs ficaram satisfeitos com a notícia, outros demonstraram uma reação mais áspera e se posicionaram totalmente contra a novidade, alegando que a exibição para um público mais amplo “estragaria” a série e atrairia “posers”. Ao nosso ver todas essas críticas são infundadas, pelos seguintes motivos:

THE WALKING DEAD TEM FINS LUCRATIVOS

Este é o fator principal. E encarem os fatos. The Walking Dead, assim como qualquer série, filme, anime e música, possui fins lucrativos. Ou seja, vai mover seus esforços em direção a maximizar suas receitas. E como se aumenta os ganhos de um produto audiovisual? Sendo exibido para o maior número possível de pessoas!

Alguns meses atrás a AMC, emissora que exibe internacionalmente The Walking Dead, foi excluída dos pacotes da operadora de TV a cabo DISH. Em resposta a esta decisão, a AMC bolou uma série de campanhas virais de boicote à operadora. Por que será que a emissora de The Walking Dead se preocupou tanto e moveu rios de dinheiro e esforços contra a DISH? Orgulho ferido? Não. Simplesmente uma questão bom senso. Menos pessoas vendo suas séries reflete em menos anunciantes, logo, menos dinheiro.

Zumbis de The Walking Dead invadem Nova York, em campanha contra a operadora de TV a cabo DISHZumbis de The Walking Dead invadem Nova York, em campanha contra a operadora de TV a cabo DISH.

Portanto, se houver a possibilidade de alcançar um público maior, pode ter certeza que isso será feito. Afinal, o que faz com que séries sejam canceladas não é a pirataria (segundo estudos, a pirataria até auxilia a divulgação de uma produção) nem a qualidade dos fãs. O que faz com que séries sejam canceladas é a baixa audiência. Sem público, sem lucro.

 

QUANTO MAIS FÃS, MELHOR

Ver pessoas se interessando pela série deveria ser motivo de alegria, não de desprezo. Afinal, como fã, é sempre legal ver a obra que você aprecia conquistando novos lares. Fora a questão financeira abordada acima, afinal, se você gosta de uma produção e quer que ela dure o máximo possível, então ela obviamente precisará alcançar um público maior. Lutar contra a exibição de The Walking Dead para um público maior é sabotar a série.

Mais dados: de acordo com a NCTA (National Cable and Telecommunications Association), mais de 80% dos lares americanos possuem TV a cabo, e uma vez que The Walking Dead é exibido em um canal do pacote básico, seu “status” nos EUA é proporcionalmente o mesmo de uma série de TV aberta aqui no Brasil.

Portanto, nota-se que em seu país de origem The Walking Dead não foi concebido para atingir um público seleto, e sim uma audiência massiva. Por que o mesmo princípio não deveria ser aplicado no Brasil?

 

POR QUE SE INCOMODAR COM NOVOS FÃS?

Um dos argumentos mais comuns dos que estão contra a exibição de The Walking Dead na Band é: “Vai surgir um monte de poser”. Em primeiro lugar, o que é um poser? Recorrendo à boa e velha Wikipedia:

Poser é um termo pejorativo, usado frequentemente nas subculturas punk, metal, gótico, entre outros, para descrever “uma pessoa que finge ser algo que ela não é”, copiando vestimentas, vocabulário e/ou maneirismos de um grupo ou subcultura, geralmente para conseguir aceitação dentro de um grupo ou por popularidade em meio a vários outros grupos, mas que não compartilha ou não entende os valores ou a filosofia da subcultura.

Os chamados “posers” costumam passar a (ou fingir) gostar de certos artistas, bandas ou gêneros musicais, no momento em que estes passam a ser popularmente conhecidos e esquecê-los quando estes deixam de se-lo. Enquanto essa inautenticidade percebida é vista como objeto de desprezo e escárnio pelos membros da subcultura, a definição do termo e de a quem ele deve ser aplicado é subjetiva.

Em resumo, o “poser” seria aquela pessoa que só se interessou pelo assunto por estar na moda. Mas quando exatamente começou a modinha The Walking Dead? Podemos considerar durante a 2ª Temporada, quando a franquia começou a alcançar um público enorme. Então todos os que se tornaram fãs desse momento em diante são automaticamente posers? Mas… e os que acompanham The Walking Dead desde antes de ser uma série de TV de sucesso, quando era apenas uma história em quadrinhos de 2003 e que quase ninguém conhecia?

Por que fãs se acham melhores que outros?Na imagem, uma brincadeira: por que fãs se acham melhores que outros?

Então poser são os que só começaram a acompanhar The Walking Dead quando virou série de TV? Os que não acompanham os quadrinhos? Os que começaram a acompanhar a série de TV a pouco tempo? Os que assistem The Walking Dead dublado? Os que não leram os livros e/ou que não jogam os games? Já vimos todos esses argumentos em comentários. Os requisitos para ser um “fã poser” são variáveis. O que não muda é o fato de infelizmente existirem fãs se achando melhores que outros, em uma fútil competição de quem gosta mais, que não trará nenhum benefício.

 

QUAL O PROBLEMA COM FÃS MODINHA?

Como a definição dos próprios fãs está confusa, vamos trabalhar com os termos da Wikipedia. Então o problema seriam os fãs “posers”, ou seja, fãs que não manjam nada de The Walking Dead ou zumbis e só estão acompanhando a série pois todos estão.

Ok, mas… como isso nos afeta diretamente? Chuva de comentários e perguntas sem noção? Ignore-as, se não gostou. É bem simples. Aliás, é a coisa mais simples do mundo, é só não fazer nada. Quer discutir com pessoas que conhecem a fundo o assunto? Nós disponibilizamos espaços para isso. Temos o fórum The Walking Dead Brasil. Temos o grupo da HQ no Facebook. Temos o projeto da Wikipedia de The Walking Dead. Temos dezenas de análises no site, onde estimulamos os leitores a participarem.

Está tudo aí. Oferecemos espaço não só para os novos fãs e os que são fãs da moda, mas também para os mais antigos e os “hardcores”, que querem discutir teorias mirabolantes e analisar cada ponto a fundo.

 

MAS A BAND VAI ESTRAGAR THE WALKING DEAD

Band, com sua programação de qualidade duvidosaBand, com sua programação de qualidade duvidosa.

Este sim é um ponto digno de atenção. A possível censura e os problemas de dublagem comprometem a qualidade da obra.

Censura não é um assunto novo nem exclusivo do Brasil. Temos um histórico de vários animes sendo picotados. Com séries não seria diferente, principalmente uma que tem tanta violência e mortes quanto The Walking Dead. E é algo difícil de mudar, pois envolve leis locais. Ao levar às massas algo inapropriado para todos os públicos, ou exibe em horários mais tardes ou encara os cortes. A Band seguirá pela primeira opção, pois exibirá os episódios às 22:30 das quartas. Mesmo assim, provavelmente ainda  teremos cortes. Até exibição da Fox, que é um canal fechado, teve cortes.

Dublagem, por outro lado, é algo que não há como evitar. A Fox oferece a opção de alterar para áudio original e legendas em português. Mas canais abertos não possuem este diferencial. Contudo, por pior que seja, dublagem também é um trabalho artístico e que pode (e deve) ser apreciado. Há a adequação da voz com o personagem, a entonação para as mais diversas cenas, e emoção a ser passada, a adaptação das falas. Temos bons dubladores no Brasil. Vale a pena tentar se livrar do preconceito e assistir de forma mais neutra. Claro, mantendo o olhar crítico, pois também há muitas aberrações em dublagens.

 

KEEP CALM AND WATCH THE WALKING DEAD

Relaxe, junte os amigos e assista The Walking DeadRelaxe, junte os amigos e assista The Walking Dead, no formato que preferir.

Vamos então considerar o pior cenário. Mesmo se tivermos cortes mais profundos que os da Michonne e uma dublagem pior que a de Dragon Ball Kai, por que manter tanta resistência? Por que achar que a sua série favorita só deve ser exibida se estiver intocável? Deixem que surjam novos fãs. É bom para a longevidade da série, é bom para toda a comunidade, que terá mais discussões.

Dica: Assista aos primeiros episódios na Band. Se não gostar, não assista mais. É assim que o mundo funciona. Se tudo estiver realmente ruim, a audiência não será das melhores e o formato será revisado. E sempre há as opções de comprar os DVDs/Blu-Rays da série e assistir em sua plenitude, a qualquer momento. E com extras.

Fonte: http://www.thewalkingdead.com.br/the-walking-dead-na-band-sim-nos-queremos/

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: